Distúrbios do sono: quais os tipos mais comuns?

119161-OPH35Z-33web
Mais de 2,5 bilhões de dados roubados ou comprometidos em 2017
12 de abril de 2018
Salmonella
Laboratórios são fundamentais no diagnóstico de Salmonella, diz especialista do Freitag
18 de abril de 2018

Distúrbios do sono: quais os tipos mais comuns?

Sono

Consultora da Duoflex destaca os principais transtornos que podem atrapalhar o descanso

 

Quem nunca teve uma noite de sono mal dormida e, no dia seguinte, acordou indisposto e com sonolência excessiva? Essas sensações podem desestabilizar o organismo e prejudicar as tarefas ao longo do dia. Privar-se do sono, independentemente do motivo, é algo que merece atenção, podendo causar sérias consequências à saúde.

Mas, o que fazer para garantir um sono de qualidade? Medidas simples como cuidar da postura durante o sono, utilizar o travesseiro correto, ingerir alimentos leves antes de dormir e manter o ambiente fresco e ventilado podem auxiliar na conquista do sono perfeito. Contudo, se nada disso der certo e a dificuldade para dormir persistir, então é hora de buscar a ajuda de um especialista, pois a pessoa pode estar sofrendo de algum distúrbio do sono.

De acordo com a Consultora do Sono da Duoflex, Renata Federighi, a frequência de uma má noite de descanso pode significar a presença de transtornos que atrapalham o sono e, consequentemente, o bem-estar durante o dia. “Dormir mal ocasiona mudanças no metabolismo e deixa o organismo predisposto a uma série de doenças”, alerta.

Confira abaixo os tipos mais comuns de distúrbios do sono:

INSÔNIA

A insônia é caracterizada pela dificuldade para dormir ou pelo despertar durante a noite seguido de dificuldade para retomar o sono. Por conta de uma noite mal dormida, no dia seguinte os indivíduos tendem a sentir cansaço diurno, irritação, problemas de concentração, entre outros sintomas. Segundo Renata, a insônia tem muitas causas e algumas podem estar relacionadas à ansiedade, depressão, uso de medicamentos em longo prazo, consumo excessivo de bebida alcoólica ou, até mesmo, associada a outros distúrbios do sono.

RONCO E APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO (AOS)

A apneia é definida como a interrupção da respiração, podendo levar à queda de oxigênio no sangue e a despertares ao longo da noite. Geralmente, as pausas respiratórias duram pouco mais de 10 segundos e são consideradas anormais quando ultrapassam a frequência de cinco segundos por hora de sono. A AOS pode ser provocada por alterações anatômicas e pela diminuição de atividade dos músculos dilatadores da faringe. A obesidade é um dos fatores que agrava o quadro do distúrbio por conta do estreitamento das vias respiratórias superiores. Dentre os sintomas mais frequentes da apneia estão o ronco alto e a hipersonolência diurna. “A má postura ao dormir pode ocasionar o que chamamos de ronco posicional. Para casos iniciais, a mudança de posição pode ser suficiente, já que a reeducação postural possibilita que o indivíduo durma na posição correta –  de lado. O resultado é muito melhor quando associado ao uso de travesseiros que facilitam o descanso na posição adequada”, ressalta Renata.

BRUXISMO

O ato de ranger ou apertar os dentes durante o período de sono é chamado de bruxismo. As causas desse distúrbio ainda não foram completamente definidas pela medicina, mas é possível que estejam relacionadas à ansiedade e estresse, ou apenas ao alinhamento dos dentes, por exemplo. Durante o bruxismo, a força realizada sobre a musculatura mastigatória e os dentes é excessiva, ocasionando dor facial, desconforto muscular ao morder, dores de cabeça, desgaste dos dentes e danos à gengiva. Um sinal comum é o desgaste do esmalte dos dentes. Por este motivo, o bruxismo é geralmente diagnosticado por dentistas.

SONAMBULISMO

Esse distúrbio do sono ocorre normalmente na infância e é caracterizado pelo ato de falar, sentar ou andar pelo quarto, ou outros ambientes da casa. De acordo com a consultora, algumas medidas de segurança podem ser necessárias, a fim de evitar acidentes de maior gravidade com a criança ou o adulto. Normalmente, o sonambulismo desaparece com o passar dos anos, no entanto, caso os episódios se tornem contínuos e acentuados é importante buscar ajuda médica.

Sobre a Duoflex

Empresa 100% nacional e referência mundial em tecnologia do sono, a Duoflex está presente há mais 25 anos no mercado, totalmente focada na produção de travesseiros de espumas especiais de alta qualidade e performance, voltados para a saúde e o bem-estar de seus usuários. Lançou, com exclusividade no Brasil, a espuma especial viscoelástica NASA, além de ter sido a primeira empresa da América do Sul a fabricar travesseiros de látex natural, extraído da seringueira. Dentre os diversos modelos, desenvolveu e patenteou o mais avançado sistema de molas em travesseiros, o Spring Case, que garante conforto e sustentação ideais para o sono. Criou também o inovador travesseiro Altura Regulável e o original e refrescante travesseiro GELFLEX NASA, alcançando sucesso absoluto e reforçando sua imagem como empresa inovadora. Site: www.duoflex.com.br

Fonte: Dezoito Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *