Casos de doenças respiratórias podem aumentar com a chegada do outono

cocoa-1529742_1920
Dia do Cacau: Nutricionista explica benefícios do fruto
23 de março de 2018
Young beautiful woman with long hair sleeping curl up on the brown bed with stomach Ache because menstrual pain soft focus background. Young sick woman with hands holding pressing her crotch lower abdomen. Medical or gynecological problems, healthcare concept
Mulheres com sintomas da endometriose também podem levar uma vida normal
23 de março de 2018

Casos de doenças respiratórias podem aumentar com a chegada do outono

270632-P5BLTF-200web

Crianças e idosos são principais afetados pela mudança de clima

 

A chegada do outono, com a queda de temperatura e baixa umidade do ar, pode causar aumento de casos de doenças respiratórias, inflamatórias e alérgicas. Os fatores são potencializados em ambientes fechados, principalmente em crianças, idosos e em pacientes crônicos.

Levantamento feito pela Emergência Pediátrica do Hospital Barra D’Or apresentou um aumento de, aproximadamente, 30% no atendimento a bebês e crianças com alergias respiratórias, como renite e asma, viroses respiratórias e bronquiolite. O vírus influenza causa o resfriado comum e, em raros casos, pode evoluir em bebês menores de 6 meses para uma pneumonia viral. De acordo com a coordenadora da emergência pediátrica do hospital, Carla Dall Olio, o sistema imunológico imaturo e a ausência de algumas vacinas deixam os pequenos ainda mais vulneráveis. “A amamentação é uma importante forma de proteção”, ressalta.

Segundo Carla, para minimizar os problemas respiratórios em crianças, o ideal é evitar lugares fechados com grande aglomeração e contato com pessoas resfriadas ou com infecções de vias aéreas. Nesta época do ano, é válido também oferecer muito líquido, realizar inalações com soro fisiológico e colocar uma vasilha com água no quarto da criança.

Cuidado com os idosos

Os idosos também são muito afetados pelas mudanças climáticas do outono. O ambiente mais úmido, o confinamento em casa e o pouco contato com o sol podem influenciar no aumento de infecções respiratórias e virais, além da pneumonia.  Em dias mais frios é comum que os idosos passem mais tempo em casa com janelas fechadas, facilitando a proliferação dos vírus.

No Hospital Copa D’Or, o atendimento a esses pacientes com alergias respiratórias dobra em relação às demais estações. “É importante que eles aproveitem os dias de sol para abrir as janelas, se hidratem, evitem lugares fechados, lavem as mãos constantemente e se vacinem contra a gripe” – explica o geriatra do Hospital Copa D’Or, Rodrigo Serafim.

Outra recomendação importante é esterilizar os aparelhos de nebulização antes de utilizá-los. As roupas também merecem atenção especial, pois é comum que se retirem cobertores e casacos do armário durante esse período. Lavá-los antes do uso, assim como lavar roupas de cama com frequência e deixar os travesseiros expostos à luz solar também ajudam no combate aos ácaros, minimizando os riscos de doenças respiratórias.

 

Fonte: HD Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *