Principais tendências globais de aplicação da tecnologia na área da saúde

skin
Passe sua pele a limpo
24 de maio de 2017
20130902151157_262
Redução de danos no tabagismo será tema de debate
25 de maio de 2017

Principais tendências globais de aplicação da tecnologia na área da saúde

312336_704392_shutterstock_122556970
Por Roberto Ribeiro da Cruz, CEO da Pixeon
e Robson Miguel, diretor de vendas da Pixeon

 

Que a tecnologia está a cada dia mais presente no cotidiano da sociedade, isso já sabemos há algum tempo. Não é novidade também seu uso para melhorar os atendimentos e processos na área da saúde. No entanto, novas tendências para este mercado não param de aparecer. Recentemente, diversas são as novidades e os estudos que chamam a atenção dos gestores de hospitais, clínicas médicas e laboratórios.

Nos últimos anos, a medicina preditiva voltada para o paciente – antes mesmo da preventiva – tem recebido certo destaque. Nesta modalidade, verifica-se as consequências médicas com base em dados coletados. Até 2020, segundo pesquisa global da Gartner, 40% das pessoas poderão cortar seus custos com saúde utilizando um wearable device, que acompanhará em tempo real informações individualizadas capazes de auxiliar na manutenção da qualidade de vida.

Já quando falamos sobre processos automatizados, há alguns estudos recorrentes em países da Europa e Ásia, e nos Estados Unidos. Enquanto que no Brasil o cenário tem começado a mudar recentemente, algumas empresas de healthcare IT, como a Pixeon, estão fazendo alguns exercícios para melhorar a gestão no processo de dados.

Outro ponto que tem chamado muita atenção é o método prediction, que remete ao conceito de adivinhação/previsão e consiste em saber o que pode ser realizado para evitar novas patologias com base em estudos comportamentais, casuísticas de outros pacientes, medicamentos utilizados, histórico familiar, exames realizados etc.

Ainda neste contexto, podemos também citar a inteligência artificial. Apesar de grande parte dos estudos serem ainda recentes, a tecnologia será capaz de identificar todas as informações do dia a dia do paciente, podendo captar suas ações e enviá-las a uma central de monitoramento, que saberá se há algum sintoma diferente que precisa ser checado imediatamente.

A interoperabilidade de sistemas também é uma tendência que muito pode contribuir para a gestão das instituições de saúde. Com isso será possível integrar e conectar sistemas nacional e internacionalmente, permitindo resgatar informações do prontuário eletrônico do paciente, como exames e outras patologias e compartilhá-las entre todos os agentes envolvidos no cuidado.

O maior desafio das novas tendências globais na área de tecnologia para saúde é assegurar aos profissionais e pacientes a segurança no sigilo das informações e a assertividade nos diagnósticos. O foco das mudanças está na assistência antecipada ao paciente, sendo que o ideal é prever as patologias e não esperar que elas apareçam para serem tratadas.

Fonte: Agência RACE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *