Vacina em teste contra dengue atinge 100% de eficácia nos EUA

hemoba004
Doar sangue salva vidas
16 de março de 2016
22138850_m
Doenças frequentes no outono
18 de março de 2016

Vacina em teste contra dengue atinge 100% de eficácia nos EUA

Cientistas do Instituto Butantan

Imunizante é o mesmo em teste no Instituto Butantan.

Um grupo de 21 voluntários foi submetido à introdução do vírus inoculado intencionalmente para o experimento realizado nos EUA. Eles aceitaram ser infectados com vírus vivos da dengue após receberem uma dose do imunizante. O resultado foi de 100% de eficácia.

IMG-20160318-WA0004O resultado animador do experimento foi publicado na revista “Science Translational Medicine” nesta quarta-feira, 16, por pesquisadores dos NIH (Institutos Nacionais de Saúde dos EUA), que desenvolveram o imunizante. No Brasil, os testes com a vacina americana são realizados pelo Instituto Butantan e já foram iniciados em um ensaio clínico com 17 mil pessoas

Porém, diferente do método aplicado nos EUA, o teste brasileiro não utiliza a técnica de infecção intencional de voluntários e, por isso, deve levar mais tempo até a obtenção dos resultados. Os cientistas brasileiros que estão à frente do experimento já sabiam do sucesso no resultado do teste americano em “cobaias humanas”.

Uma das coordenadoras do experimento, Anna Durbin, da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg, de Baltimore (EUA), afirma que todas as informações obtidas em diferentes testes são fundamentais na busca de uma vacina mais eficaz e segura. “Os resultados de nosso estudo ajudaram a informar o Butantan sobre qual formulação de vacina levar para seu estudo de fase 3 e foi extremamente útil para autoridades reguladoras”, completa.

Em entrevista coletiva por telefone, a pesquisadora se mostrou muito otimista com a perspectiva dos resultados dos testes brasileiros. “Esses resultados promissores só podem ser confirmados por estudos de eficácia de fase 3.”

No Brasil, Butantan inicia última fase de testes da vacina contra a dengue

IMG-20160318-WA0002O Butantan detém exclusividade na produção da vacina TV003 no Brasil e já começou a aplicar o imunizante desde o dia 22 de fevereiro em seu teste. As doses são fabricadas no próprio Instituto. Nos EUA, o imunizante criado pelos NIH foi licenciado pela gigante farmacêutica Merck, que pretende fabricá-la e distribuí-la a outros países.

No teste realizado nos EUA, os cientistas usaram uma linhagem de vírus da dengue do tipo 2, encontrado no Pacífico e que provoca sintomas mais leves. Isso serviu para atrair os voluntários. Eles receberem uma única dose da vacina e após seis meses foram inoculados.

A vacina TV003, como tem sido chamada, é tetravalente e visa a proteger as pessoas contra os quatro subtipos da dengue. Testes-desafio anteriores da TV003 já haviam obtido sucesso também contra o subtipo 3 da dengue. Agora, os cientistas pretendem fazer o mesmo testes também para os subtipos 1 e 4.  Porém, a eficácia da vacina só pode ser atestada após a realização de testes de grande escala, como o feito no Brasil. Os pequenos experimentos e mais controlados são úteis, principalmente, para entender melhor como a vacina atua.

Estudos para vacina contra o zika

Segundo Durbin, a ideia é de, no futuro, conseguir produzir uma vacina “pentavalente”, que proteja também contra o vírus da zika – um primo próximo da dengue. A pesquisadora diz acreditar ser possível realizar testes-desafio com cobaias humanas também com o zika, sem oferecer risco demasiado aos voluntários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *